Expectativa é de alto índice de abstenção e votos brancos e nulos nas eleições

Voto

A cinco dias da eleição, o mercado político trabalha com a possibilidade de os índices de abstenções e votos brancos e nulos serem bem maiores do que os registrados na última eleição geral, em 2010. O motivo seria a frustração gerada pela falta resultados práticos dos movimentos de junho e julho do ano passado.

O movimento no Espírito Santo foi, proporcionalmente, o maior do País, levando para as ruas de Vitória mais de 100 mil pessoas num único dia. Os manifestantes cobravam mudanças na política institucional.

Em 2010, o total de votos apurados no Espírito Santo foi de 2.083.045. Desse total, 438.946, o que corresponde a 17,4% foram de abstenções, ou seja, de pessoas que não compareceram às urnas para votar. Brancos e nulos somaram 12,38%. Para esse ano, a expectativa da classe política é de que o índice de abstenções chegue perto de 30%.

A diminuição do índice de abstenção, porém, é prejudicial ao próprio eleitor. Na proporcional o quociente eleitoral diminui, por isso, os candidatos têm de conseguir menos votos para se eleger. Na majoritária, a possibilidade de a eleição ser decidida por lideranças mais antigas da política aumenta.

Muitas lideranças encontram dificuldades em convencer os eleitores a votar e reclamam que há resistência aos nomes apresentados para a eleição. Essa rejeição se reflete nas pesquisas que apontam um grande número de indecisos. Exemplo disso é a pesquisa ao Senado.

O último levantamento realizado pela Brand/Século Diário, na semana passada, é de 22% de indecisos (menção induzida), enquanto os candidatos seguem embolados na disputa com diferenças muito pequenas entre eles. Isso mostra que a população não entrou no espírito das eleições até aqui.

Mas o que vem chamando a atenção dos candidatos em geral é que a tendência do eleitorado de definir candidatos proporcionais e senador na reta final, não está se concretizando. Os votos de presidente e governador estão mais consolidados, mas o restante tem causado muita insegurança no eleitor.

Diante do tamanho da movimentação do ano passado e a cartela de candidatos oferecida está a frustração do eleitorado, que esperava o surgimento de novas caras na política, a partir das manifestações. Mas isso não aconteceu, como também não aconteceu a abertura de espaço para que as demandas explicitadas nas manifestações fossem atendidas.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.