Tragédia no Rio faz governo antecipar nova campanha de desarmamento

Desarmamento

O governo federal decidiu antecipar, em pelo menos dois meses, uma nova campanha de desarmamento, que vai recolher armas da população em troca de pagamento. O ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, declarou que o motivo da antecipação foi o assassinato de 12 estudantes numa escola municipal no Rio na última quinta-feira (7). As armas usadas eram ilegais.

A ideia da pasta é começar a campanha no próximo dia 6 de maio. Ela deve durar até o fim do ano. Antes do ataque no Rio, o governo planejava o início em julho. Na próxima segunda-feira (18), a pasta vai reunir várias entidades públicas e civis interessadas no desarmamento para acertar os detalhes, como os valores e formas de pagamento.

Cardozo lembrou os resultados das três últimas campanhas, realizadas entre 2004 e 2009, que, segundo ele, coletaram mais de 1 milhão de armas de fogo.

- Ficou absolutamente claro que, quando se realiza essas campanhas, você tem uma redução na mortalidade muito forte, de 50%.

Umas das inovações propostas para a próxima campanha é o pagamento extra por munições, possibilidade que será estudada juridicamente, segundo Cardozo.



Publicidade


Outras Notícias


Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

São Floriano, padroeiro dos bombeiros

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.