Preso acusado de vender revólver calibre 38 a Wellington

Realengo-seguranca-revolver12-size-598 (1)

A Polícia Civil do Rio prendeu, na manhã desta quinta-feira, o homem acusado de vender a Wellington Menezes de Oliveira, o assassino de 12 crianças no massacre da Escola Tasso da Silveira, o revólver calibre 38 usado no crime. O acusado será apresentado à tarde, na sede da Delegacia de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca.

A arma da qual saíram 60 dos 66 tiros disparados por Wellington Menezes de Oliveira no atentado que matou 12 alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira foi comprada legalmente pelo segurança Manoel de Freitas Louvise, de 57 anos. O homem, que trabalhava na mesma fábrica que o assassino, foi preso na manhã desta quinta-feira pela Polícia Civil do Rio, em sua casa, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ele confessou ter vendido o revólver calibre 38 para o colega em setembro de 2010, após dois meses de assédio, pelo valor de 1.200 reais.

“Não fui eu que matei ninguém. Não tinha muito contato com ele. Eu trabalhava na portaria e ele no almoxarifado. Eu não queria vender porque a arma tinha numeração, mas ele prometeu que rasparia. Até onde sei, era para a defesa pessoal dele, que estava se mudando para uma casa em Sepetiba. Se desconfiasse do que ele planejava, eu mesmo o teria denunciado”, argumentou o segurança, que contou ter um neto de 12 anos – mesma faixa etária das vítimas de Wellington.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.