Escola alvo de massacre no Rio passa no teste do retorno

Alunos_escola_tasso_silveira

Entre mortos e feridos, entre o medo e a necessidade que a vida impõe de seguir, os alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona norte do Rio de Janeiro, passaram com louvor no teste do retorno. No último dia 7 de abril, uma quinta-feira, a escola foi palco de uma ação em que Wellington Oliveira matou 12 alunos a tiros e deixou outros 12 feridos.

Na última segunda-feira (18), 74 alunos de duas turmas do 9º ano (antiga 8ª série) voltaram à escola pela primeira vez após o massacre, para realizar trabalhos de terapia com arte durante uma hora e meia.

Mas, a verdadeira situação de pais e alunos pôde ser sentida de verdade nesta terça-feira (18), quando a maioria dos 999 alunos (400 deles matriculados de manhã, turno em que ocorreu o ataque) retornou à escola do subúrbio carioca em três períodos para atividades terapêuticas, artísticas e culturais: das 8h às 11h, das 14h às 17h e das 18h às 20h.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.