Há mais de 60 dias parados, servidores decidem manter paralisação

Inss]

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (22), na agência da Previdência Social da Avenida Beira-Mar, em Vitória, os servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) avaliaram a proposta encaminhada pelo governo federal e decidiram manter a greve. Nacionalmente, a greve começou no dia 7 de julho. No Espírito Santo, os servidores do INSS paralisaram as atividades no dia 15 de julho, ou seja, estão em greve há 67 dias.

Os grevistas fizeram diversas ressalvas, como em relação à reposição dos dias parados e o adiamento de janeiro para agosto de 2016 do pagamento da primeira parcela do reajuste de 5,5%. Pela proposta a segunda parcela de 5,0% seria paga em 2017.

As ressalvas feitas pela categoria no Estado serão encaminhadas e discutidas na plenária da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), que ocorre nesta quarta-feira (23) e quinta-feira (24), em Brasília. Durante o encontro também serão definidos os rumos do movimento grevista.

Os grevistas capixabas também definiram marcar uma nova assembleia para esta sexta-feira (25), às 10 horas, novamente no INSS da Avenida Beira-Mar, em Vitória. Nela serão avaliadas as definições da plenária da Fenasps.

“A categoria não pode aceitar que o reajuste, que nem vai repor a inflação, seja adiado em oito meses para ser pago em agosto de 2016. Isso é um absurdo e queremos que o governo volte atrás nesse ponto”, expôs o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Espírito Santo (Sindprev-ES), Willian Aguiar.

Para pressionar o governo federal a melhorar a proposta apresentada, os servidores realizarão mais uma manifestação nesta quarta-feira (23), em Brasília, a partir das 9 horas.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.