Mapa da Violência 2015: Estado permanece em segundo lugar em homicídios femininos

Grafico_municipios_mais_violentos_mapa_mulheres

A Faculdade Lationoamericana de Ciências Sociais (Flacso) lançou, nesta segunda-feira (9), o Mapa da Violência 2015 – Homicídio de Mulheres no Brasil, que põe, mais uma vez, o Estado como o segundo mais violento do País para mulheres, superado apenas por Roraima. De acordo com o estudo conduzido pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, que se baseia em dados de 2013, o Estado registrou 9,3 homicídios por grupo de 100 mil mulheres.

O estado que ficou em primeiro lugar em homicídios naquele ano foi Roraima, com taxa de 15,3 por 100 mil. O estudo faz uma série histórica das mortes de mulheres no Estado que mostra que não há tendência de queda de homicídios de mulheres, já que as taxas oscilam ano a ano e não demonstram redução significativa.

A variação dos homicídios entre 2003 e 2013 ficou em 8,6%. O estado de Alagoas, que liderou por muitos anos o ranking de homicídios de mulheres agora ocupa a quarta posição, registrando 8,6 mortes por 100 mil em 2013.

Assim como em anos anteriores, Vitória ficou em primeiro lugar dentre as capitais mais violentas do País em 2013 e registrou 11,8 mortes de mulheres por grupo de 100 mil. Maceió é a segunda capital mais violenta, com 10,7 homicídios de mulheres por 100 mil.

Além de a Capital ser a mais violenta do País, o Estado ainda tem dez municípios dentre aqueles com mais homicídios de mulheres, considerando municípios com mais de 10 mil habitantes. Sooretama (norte do Estado) é o município mais violento do Estado, segundo o Mapa, e o terceiro do País, com taxa média entre os anos de 2009, 2010, 2011 e 2012 de 21,8 homicídios de mulheres por 100 mil. O estudo sugere que, por conta do número absurdo de homicídios femininos em Alexânia (GO) e em Sooretama, os conflitos e contradições devem ser profundamente estudados, para poder determinar as causas de produção dessa violência contra as mulheres.

Além de Sooretama, também estão entre os mais violentos do País os municípios de Pinheiros, na região norte, com taxa de 16,7 por 100 mil; Serra, com 16,4 homicídios femininos por grupo de 100 mil mulheres; Jaguaré, no norte, com 16,1 por 100 mil; Cariacica, com 14,8 por 100 mil; Baixo Guandu, na região noroeste, com 14,8 por 100 mil; Linhares, na região norte, com 13,3 por 100 mil; Barra de São Francisco, no noroeste, com 12,8 por 100 mil; Vila Velha, com 11,6 por 100 mil; e Viana, com 11,2 homicídios femininos por grupo de 100 mil mulheres.

Mais imagems

Grafico_evolucao_homicidios_mulheres_mapa


Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.