Vento muda de direção e empurra lama para o litoral Sul do ES

Lama_06_-_marcello_abrolhos

O vento no litoral Norte do Espírito Santo mudou de direção e já começa a empurrar a lama de rejeitos de mineração da barragem da Samarco, cujos donos são a Vale e a anglo-australiana BHP Bilton, em outro sentido.
Antes o vento estava vindo do Sul e empurrava a lama para o Norte. Agora é contrário, como diz a coordenação do projeto Tamar. “O vento está nos ajudando. O tempo está nos ajudando. Está alternando entre sul e norte e mantendo essa mancha concentrada na região da foz e municípios vizinhos à linhares”.
Outra mudança é que a lama está avançando mais mar adentro. Neste domingo, ela já podia ser vista a 20 km da costa.
A Samarco emitiu uma nota neste domingo dizendo que lama atingiu uma área de 26,7 quilômetros quadrados na região da foz de Linhares, sendo 25 km ao norte, 6,9 km a leste (mar adentro) e 4,7 km ao sul (foz). “Este foi o resultado do sobrevoo da sexta-feira (27), realizado por empresa especializada em aerolevantamento e georreferenciamento contratada pela Samarco”, diz a empresa.
A mineradora ainda diz que a lama ainda não saiu de Linhares e, de acordo com o coordenador de monitoramento do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia, Eduardo Topázio, é “extremamente remota a possibilidade da lama chegar ao litoral Sul da Bahia, principalmente, nas praias de Itacaré, Alcobaça e Abrolhos, conforme nota publicada no site da instituição”.
Ciclistas
Todo domingo, um grupo de ciclistas pedala pelo litoral do Espírito Santo, mas, neste domingo, quando eles chegaram à foz do Rio Doce, foi um susto. “Foi chocante. A gente vê na televisão como está acontecendo, mas na hora que chega aqui e ver ao vivo é assustador”, disse o ciclista Marcelo Lourenço.
Barragem em São Mateus
Para que não aconteça o mesmo com outro rio, o Ipiranga, que está mais ao Norte, no município de São Mateus, os moradores querem fazer uma barreira, no ponto onde o rio encontra com o mar e, assim, impedir a entrada da lama.
Mas a orientação dos técnicos que acompanham, diariamente, a mancha de lama é que não se deve mais fechar a foz do rio Ipiranga, pelo menos por enquanto.
Fé dos pescadores
Os pescadores e comerciantes que dependem do Rio Doce se apegam na fé em Deus para que tudo dê certo. “Vamos aguentar até quando Deus mandar”, diz o pescador José Lino Moraes, 62 anos, enquanto ajeita a rede, hoje sem uso. Ele é de Povoação, colônia localizada em Linhares, município que abriga a foz do Rio Doce, na vila de Regência. Foi pelo local que desembocou no litoral capixaba a onda de lama de rejeitos de minério da barragem da Samarco rompida em Mariana, Minas Gerais, no dia 5 de novembro.
Surfistas desolados
As ondas de Regência continuam as mesmas: tubulares, perfeitas, como os próprios surfistas avaliam. Mas a cor da água não é mais a mesma. Desde que a lama oriunda do rompimento da barragem da Samarco atingiu o litoral do Espírito Santo, as pessoas estão proibidas de entrar em contato com a água. A medida atingiu em cheio os surfistas, que não podem nem ao menos prever quando poderão voltar a desfrutar do “Hawaí capixaba”.

Fonte: G1

Mais imagems

Jose_lino___bernardo-4061694


Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.