Venda Nova tem o primeiro caso suspeito de zika vírus; caso foi registrado na Vila Betânea

Zikarepelente

Atualizada às 10h55

Fernanda Zandonadi

Venda Nova registrou o primeiro caso suspeito de zika vírus. A infecção não foi confirmada por exames de laboratório, no entanto, a vigilância de saúde do Estado, pelo quadro clínico, suspeita que os sintomas podem ser causados pela contaminação pelo zika. “Como foi descartada, por meio de exames, a dengue, e mediante a todo quadro clínico do paciente, a suspeita recai sobre o zika vírus, ou seja, foi notificado no Estado um caso suspeito da doença em Venda Nova”, explicou o coordenador da Vigilância Sanitária de Venda Nova do Imigrante, Sílvio Sathler.

Segundo ele, o caso foi na Vila Betânea e aconteceu entre os dias 11 e 14 de novembro. A pessoa que apresentou os sintomas já está recuperada. “Felizmente não era uma gestante e o paciente já se recuperou, já saiu do quadro do zika vírus”, explica Sathler.

A epidemia de zika vírus – causador de microcefalia -, dengue e chikungunya, causa preocupação na população e leva as cidades a ampliarem o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças. Em Venda Nova, a ideia é orientar agentes de saúde e também à população no combate ao vetor.

Saiba mais
Estado já tem 11 casos de microcefalia em bebês; causa pode ser o zika vírus
Estado já tem 126 casos suspeitos de zika vírus
Estado já tem três casos confirmados de zika vírus

O risco de infecção pelo zika vírus é grande em todo país, já que o transmissor da doença, o mosquito Aedes aegypti, existe na maioria das cidades. A ideia é reduzir o vetor para afastar a possibilidade da doença. “Fizemos esta semana palestras com agentes comunitários e de endemias para difundir as informações que temos sobre a dengue e o zika vírus. Vamos também trabalhar junto aos médicos e enfermeiros e queremos também fazer palestras para a população. O mais importante agora é eliminar o vetor, o mosquito. E para isso, é preciso da ajuda de todos. A população pode ajudar eliminando os focos do mosquito nas casas e quintais e também fazendo a denúncia de locais que podem ser de proliferação do mosquito”, enfatiza Sathler.

A situação causa tanta preocupação que Vitória declarou situação de emergência na Capital em função da epidemia de zika vírus. O combate vai envolver os soldados do Exército, além de equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Com 169 casos de Zika notificados em Vitória, e 11 casos de microcefalia confirmados no Estado, a prefeitura adotou medidas de alerta e convocou uma força-tarefa, mobilizando moradores e agentes de saúde.

O grupo mais vulnerável é o das gestantes, já que a infecção durante a gestação pode causar má formação do feto. O Espírito Santo já registrou 11 casos de bebês com microcefalia até 1º de dezembro. A suspeita é de que os casos estejam ligados ao zika vírus. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), já foram notificados três bebês nascidos com microcefalia e ainda há oito gestantes cujos bebês apresentam o mesmo quadro. Além disso, outras dez grávidas apresentaram manchas vermelhas na pele, um dos sintomas do zika vírus. Os municípios onde os casos de microcefalia foram registrados não foram divulgados pela Sesa. No Espírito Santo, no total, foram 185 casos suspeitos de infecção pelo zika vírus, sendo que cinco desses foram confirmados laboratorialmente (04 em Vitória e 01 em Vila Velha).

A orientação dos profissionais de saúde é que as mulheres grávidas evitem áreas endêmicas, usem roupas mais fechadas para evitar as picadas e utilizem repelente. O indicado, claro, é sempre conversar com o médico antes de usar qualquer produto. Veja abaixo algumas dicas sobre como utilizar os repelentes e o tempo de ação de cada um deles.

Fonte FMZ



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.