Projeto de lei prevê multa para quem favorece proliferação do mosquito da dengue

C1207_dengue

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Carlos Casteglione, se reuniu na manhã desta segunda-feira (7) com o secretário municipal de Saúde, Edson Fassarella, e membros de sua equipe, para fazer um balanço das ações de combate à dengue e também montar um cronograma de trabalho para intensificar a luta contra o mosquito transmissor da doença.

Entre as novidades, está o Projeto de Lei encaminhado nesta segunda (7) à Câmara, com previsão de multa para residências, estabelecimentos comerciais e proprietários de terrenos onde forem encontradas situações que favoreçam a proliferação do mosquito. As multas variam entre R$ 1 mil e R$ 4 mil, podendo ter o valor dobrado em caso de não regularização da situação do imóvel.

“A dengue mata. É uma situação gravíssima. Então, é preciso ter ação enérgica com quem ainda dá condições de o mosquito transmissor da dengue se reproduzir”, comentou o prefeito. E lembrou: “a prefeitura vai notificar. Vai dar prazo para adequação. Se a situação permanecer, aí caberá a multa. E se mesmo após a multa o proprietário do imóvel não tomar providências, então o valor da multa será dobrado”.

Além do Projeto de Lei apresentado ontem, Casteglione pediu empenho total à equipe da Saúde. “A gente tem acompanhado o que está acontecendo no cenário nacional e, por isso, temos que agir de forma preventiva. Nesse sentido, vamos envolver todos os agentes de saúde, em cada unidade, porque o combate à dengue tem que ser permanente. Estamos vigilantes nesse aspecto”, comentou o prefeito.

Ele ressaltou também que é importante o envolvimento da população nesse trabalho, já que a prefeitura tem identificado que em muitos bairros ainda existe o problema de cobrir corretamente a caixa d’água. “Precisamos atuar em todas as frentes, e a população é fundamental nesse processo, para que as ações dentro das casas sejam tomadas de forma efetiva. Cada um fazendo a sua parte vamos conseguir melhores resultados. Isso é bom para a cidade toda”, acrescentou.

Recentemente, a prefeitura realizou um mutirão de limpeza em nove bairros, além de mobilização com material gráfico educativo, no Centro da cidade, com informação de medidas simples que devem ser tomadas por cada um para evitar focos de criação do mosquito Aedes aegypit, que, além da dengue, transmite outras duas graves doenças: a zika e a chikungunya.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.