Assembleia aprova permissão para uso de celular em salas de aulas

Elulares em sala de aula

Por 19 votos favoráveis e um contrário, o Plenário da Assembleia Legislativa (Ales) aprovou o Projeto de Lei (PL) 55/2016, que revoga a Lei 8.854/2008 que proíbe o uso de celular em sala de aula nas escolas da rede estadual. Os parlamentares acompanharam o parecer da Comissão de Justiça pela constitucionalidade da proposta.

Essa foi a segunda vez em que a proposta foi votada. Na primeira, ocorrida na sessão ordinária de terça-feira (29), houve empate, com 10 votos a favor e 10 contra. Nesta quarta-feira, mesmo com a aprovação, houve discussão no Plenário.
A presidente da Comissão de Educação, Luzia Toledo (PMDB), foi a primeira a se manifestar. Ela pediu que os colegas votassem favoráveis à revogação do projeto, justificando a necessidade do uso de celulares em salas de aulas.

“Com o avanço tecnológico, esses aparelhos de celulares que temos hoje, com certeza servem como mecanismos para darem condições aos alunos e professores de realizarem pesquisas que vão contribuir diretamente com o aprendizado”, alegou.

O deputado Sergio Majeski (PSDB), único a votar contra o projeto, justificou afirmando que não é contrário à utilização de ferramentas tecnológicas para auxiliar na educação de alunos. Porém, mostrou-se preocupado caso não haja controle no uso.

“Se o uso não for bem pensado, ele pode atrapalhar, pois ele vai causar uma dispersão maior nos alunos”, disse. “Hoje os professores enfrentam diversos obstáculos relacionados à indisciplina”, complementou. Para o tucano, a medida pode levar ao aumento de casos.

O deputado Edson Magalhães (PSD) cobrou um controle no uso dos aparelhos. “Nós não estamos contra o uso das tecnologias, mas temos de estabelecer regras e limites em salas de aulas para melhor absorção do conteúdo oferecido por essas ferramentas”.

O líder do governo na Casa, deputado Gildevan Fernandes (PMDB), defendeu a aprovação da matéria, afirmando que praticamente todos os alunos dispõem de celulares e que o uso dessas ferramentas pode aprimorar e contribuir para a aprendizagem dos alunos.

Com aprovação da redação final a matéria segue para sanção pelo governador Paulo Hartung (PMDB).



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.