Espírito Santo registra uma morte por H1N1 e outras três estão em investigação

Vacina_h1n1_min_d-172983

O Espírito Santo, de janeiro a abril deste ano, registrou – já confirmada-, uma morte por H1N1. A vítima é um homem que morava em Colatina, Noroeste do Estado.
Já na madrugada desta terça-feira (12), um homem de 48 anos, morador de Afonso Cláudio, na região Sul Serrana, que fazia excursão para compras em São Paulo, morreu com sintomas da doença. A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) confirmou o óbito e informou que irá investigar a causa.
A Sesa informou que recebeu a notificação deste óbito como suspeito para Síndrome Respiratória Aguda Grave. Mas, ainda não há confirmação se foi por H1N1. Segundo a Secretaria, todos os ocupantes do ônibus foram medicados e ninguém está internado.
De acordo com a Sesa, entre 03 de janeiro e 12 de abril, foram 36 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave, H1N1. Deste total, oito casos de H1N1 foram confirmados por exames laboratoriais. Entre eles, um homem que estava em São Paulo e contraiu a doença neste estado. Ele segue internado.
Sobre número de óbitos, há um caso confirmado por H1N1 e outros três estão em investigação para determinar o agente causador.
A doença no Brasil
Dados do Ministério da Saúde (MS), divulgados nesta segunda-feira (11), apontam que a Região Sudeste concentra o maior número de casos da gripe: 553, sendo 534 em São Paulo. Outros estados que registraram casos neste ano foram Santa Catarina (40); Paraná (21); Goiás (12); Pernambuco (11); Minas Gerais (10); Bahia (9); Distrito Federal (9); Rio de Janeiro (8); Rio Grande do Sul (7); Pará (6); Mato Grosso do Sul (6); Rio Grande do Norte (3); Ceará (3); Mato Grosso (2); Paraíba (2); Amapá (1) e Espírito Santo (1).
Orientações
Tanto a Influenza A (H1N1) quanto a Influenza Sazonal (gripe comum) são causadas por subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são os mesmos: febre, tosse, dor de garganta, dor no corpo e mal estar, caracterizando uma síndrome gripal. Quando o paciente apresentar estes sintomas e estiver com dificuldade para respirar, a orientação é procurar um serviço médico.
Prevenção
- Lavar sempre as mãos com água e sabão;
- Evitar colocar as mãos no rosto, em especial na boca e no nariz;
- Ao tossir ou espirrar cobrir o nariz e a boca com lenço de papel.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.