Minha Casa, Minha Vida: limite de renda ampliado para moradias

C0419_residencial

Com a recém-lançada fase 3 do Minha Casa, Minha Vida, mais famílias podem concorrer a imóveis da faixa 1 do programa federal, já que o teto da renda mensal foi ampliado de 1,6 mil para R$ 1,8 mil.

Em Cachoeiro, a oportunidade é boa para quem ainda não se cadastrou no processo de seleção para as 1.248 unidades do residencial Otílio Roncette, no bairro Gilson Carone.

A Secretaria Municipal de Trabalho e Habitação (Semutha) já está recebendo novas inscrições e, também, atualiza dados cadastrais de pessoas já inscritas.

Os interessados devem ir até a sede da secretaria, no Centro Administrativo Hélio Carlos Manhães, 96/102, 3º andar, na avenida Brahim Antonio Seder, região central da cidade. O atendimento é feito das 8h às 15h.

Além da renda familiar bruta de até R$ 1.800 por mês, o candidato a beneficiário precisa residir em Cachoeiro há pelo menos dois anos, não ter imóvel residencial e nunca ter sido contemplado por programa habitacional.

Depois da etapa de seleção realizada no município, os documentos dos candidatos são montados em dossiês e protocolados na Caixa Econômica Federal, que vai analisar cada um deles. A data da entrega das unidades ainda será definida pela Caixa.

Confira a lista dos documentos necessários:

  • Carteira de identidade ou documento que a substitua (cópia e original);
  • CPF (cópia e original);
  • Carteira de trabalho, caso a tenha (cópia e original);
  • Comprovante de endereço com CEP, conta de água, luz ou telefone em nome do candidato ou do companheiro, ou, ainda, declaração de endereço ou outro documento que comprove o domicílio do candidato (cópia e original);
  • Comprovante de renda de todos os membros da família que exerçam atividade renumerada:
    - Renda formal: contracheque (cópia e original) ou outro documento que possibilite a comprovação da informação (cópia e original)
    - Renda informal: declaração de renda digitada ou de próprio punho, com reconhecimento de firma
    - Em caso de recebimento de benefício, apresentar extrato do INSS que comprove o tipo de benefício recebido e o valor (cópia e original);
  • Número de Identificação Social – NIS (cópia e original);
  • Certidão de nascimento dos filhos, caso os tenha (cópia e original);
  • Declaração, sob as penas da lei, se mulher responsável pela unidade familiar, com reconhecimento de firma (cópia e original);
  • Se deficiente, ou membro de sua família com deficiência, apresentar atestado ou laudo médico que comprove a deficiência alegada e que contenha o número da Classificação Internacional de Doenças (CID);
  • Se casado, apresentar certidão de casamento (cópia e original);
  • Se separado ou divorciado, apresentar certidão de casamento com a averbação da separação ou do divórcio (cópia e original), ou, ainda, declaração com reconhecimento de firma, que alegue a condição e compromisso de regularizar a situação civil até a data, quando for o caso, da convocação para apresentação de documento à Caixa Econômica Federal;
  • Se viúvo, apresentar certidão de casamento e certidão de óbito do falecido (cópias e originais);
  • Em caso de união estável, declaração da união estável com certidões de estado civil;
  • No caso de família que paga aluguel, apresentar contrato devidamente preenchido, dentro da validade e com reconhecimento de firma do proprietário do imóvel (locador);
  • Se mora com os familiares ou em casa cedida, apresentar declaração com reconhecimento de firma (se for o caso);
  • Se impossibilitado de assinar o cadastro ou analfabeto, é exigida a procuração por instrumento público ou assinatura a rogo no cadastro, acompanhada da assinatura de duas testemunhas;
  • Se maior de 18 anos e declarado incapaz, apresentar sentença judicial de interdição com a nomeação do curador.

Mais imagems

C0419_residencial


Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.