Cachoeirenses se emocionam com a passagem da chama olímpica

C0517_chama

Milhares de pessoas acompanharam o revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 em Cachoeiro de Itapemirim, na noite desta segunda-feira (16). O município abriu as portas do Espírito Santo para a passagem da chama, que garantiu muitas emoções e entretenimento para os cachoeirenses.

O percurso foi iniciado na Ponte do Arco, no bairro Arariguaba, onde uma multidão viu ser acesa a tocha, que seguiu em direção ao Centro. No Palácio Bernardino Monteiro, sede da prefeitura, estudantes da rede municipal desenvolveram intervenções artísticas que embelezaram o espetáculo.

Um dos momentos mais marcantes preparados pela cidade foi a homenagem a Roberto Carlos, seu mais ilustre filho. Na frente da casa onde o ‘rei’ viveu até os 13 anos, crianças se vestiram como o cantor e um casal dançava ao som de músicos que tocavam as famosas canções do artista.

Durante todo o trajeto, o público manifestava seu apoio aos 23 condutores da chama e vibrou, especialmente, com o professor José Antônio Souto Siqueira, conhecido pela sua história de superação da tetraplegia.

Também abrilhantaram o evento as presenças de dois grandes nomes do esporte brasileiro. Giovane Gávio, treinador e ex-jogador de vôlei, bicampeão olímpico, desfilou em um dos carros dos patrocinadores. E o ex-nadador César Quintaes, medalhista nos Jogos Sydney 2000, conduziu a tocha nos últimos metros e acendeu a pira de celebração, na Linha Vermelha, sob olhar atento e emocionado de muitos espectadores.

No local, próximo ao Museu Ferroviário (antiga estação), foi montada a estrutura da festa que só realizam as chamadas ‘Cidades Celebração’ do revezamento, onde a chama pernoita. Ao palco, subiram várias atrações, entre elas o cantor capixaba Eduardo Camiletti, destaque do programa The Voice Brasil, da Rede Globo.

“Foi um lindo espetáculo, em que os olhares de vários cantos do Brasil e até de outros países se voltaram para a nossa cidade, que pôde mostrar as suas potencialidades, sobretudo as turísticas. A acolhida da população foi muito carinhosa e tudo correu muito bem, graças ao trabalho de planejamento e organização da força-tarefa local. Enfim, é um episódio que entra para a história de Cachoeiro. Vai ficar gravado na memória e no coração dos cachoeirenses, sem dúvida”, avalia o prefeito Carlos Casteglione.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.