Suspeito confessa sorrindo que já cometeu mais de 80 assaltos em Cachoeiro de Itapemirim

Suspeitos-press

Os suspeitos do assalto a um ônibus, ocorrido na última segunda-feira (30), que resultou na morte de Miguel Arcangêlo Ferrareis, de 47 anos, presos na noite desta quinta-feira (2), pela Polícia Militar, confessaram o crime. Apontado como o líder do ‘bando 157’, Yure Damazio de Albino, de 19 anos, contou, aos risos, que já cometeu mais de 80 assaltos em Cachoeiro de Itapemirim.

De acordo com o titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) e responsável pelo caso, Augusto Giorno, Yure e Carlos Henrique Damazio Athayde, de 22 anos, confessaram a autoria de cinco assaltos ocorridos nos últimos dias na cidade. “O Yure ficou preso um ano e meio e há três meses está em liberdade. Ele foi identificado em, pelo menos, seis assaltos, ocorridos somente no mês de maio deste ano”, comenta.

Entre os roubos identificados estão: em um salão de beleza, localizado na Ilha da Luz ocorrido no dia 14 de maio; um em uma padaria, localizada na avenida Jones dos Santos Neves, ocorrido no dia 22 de maio; a CG Titan, de cor preta, tomada em assalto no dia 24 e que foi recuperada pela PM; um no bar Quinta do Cabral no dia 25 de maio; outra padaria no dia 27; e o latrocínio ocorrido no dia 30.

Em depoimento, Yure se gabou dos crimes. “Já fiz um monte de assaltos. Uns 80, mais ou menos. Roubava quando era ‘de menor’ [sic]. Depois que fiquei adulto, dei uma sossegada. Eu cheirava e roubava todo dia. Nos últimos dias, foram cinco assaltos e mais o do ônibus”, disse o suspeito.

O delegado Augusto Giorno pediu a prisão preventiva de Yure e Carlos Henrique e aguarda a decisão da Justiça. Eles foram autuados em flagrante por associação criminosa e foram levados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.

O terceiro envolvido no assalto ao ônibus, um adolescente de 16 anos, tinha sido apreendido pela Polícia Militar, na última terça-feira (31). Na ocasião, ele chegou a confessar ser o autor do disparo que matou um passageiro e deixou outro ferido, para proteger o líder do ‘bando 157’. Ele está internado no Instituto de Atendimento Sócio Educativo do Espírito Santo (Iases).



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.