Pais são presos suspeitos de envolvimento no estupro da própria filha

Estupro-1-1

Um casal de lavradores foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (21), na localidade de Santo Antônio, zona rural de Divino de São Lourenço, suspeito de estupro da filha de apenas sete anos. A menina está internada na Santa Casa de Guaçuí desde a última quinta-feira (16).

De acordo com informações do delegado José Maria Simão, responsável pelo caso, a mãe, de 40 anos, foi presa por omissão. O pai de 45 anos é o suspeito do crime. Ele nega as acusações e disse que não sabe quem fez isso com a filha. Eles tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do município.

No último dia 14, a menina passou mal e a mãe a levou até o Pronto Atendimento de Divino de São Lourenço. Lá, a médica que a atendeu desconfiou do abuso e acionou o Conselho Tutelar do município. No dia 16, depois de contar aos conselheiros sobre o abuso, a menina foi levada até a Delegacia.

“Durante o depoimento, ele disse que um ‘tio’, um amigo da família, teria cometido o crime. Ouvimos os pais e eles contaram que deixaram um senhor passar a noite na casa e ele, apontou uma arma para os pais e cometeu o crime”, comenta o delegado. A menina foi encaminhada para exames no Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, que confirmou o estupro.

Nas investigações, o então ‘suspeito’ foi identificado pela polícia. Na manhã desta terça-feira (21) ele foi localizado e levado até a Delegacia para prestar esclarecimentos. Ele negou todas as acusações e disse que não tinha feito nada com a criança.

Reviravolta

Ao tomar conhecimento da identificação e localização do provável ‘suspeito’, a mãe da menina acabou confessando que ela foi estuprada pelo próprio pai. “Os abusos aconteciam há mais de um ano e ela disse que nunca denunciou por medo do companheiro. A menina foi induzida por ele a contar a versão de que outra pessoa teria cometido o crime”, completa José Maria.

Durante o tempo em que manteve relações sexuais com a filha, o lavrador passou doenças sexualmente transmissíveis (DST). Com um quadro de infecção por bactéria e febre, a menina foi encaminhada para a Santa Casa de Guaçuí, onde permanece internada. O laudo do SML aponta que ela, provavelmente, contraiu herpes bacteriana. O pai apresenta histórico de doenças venéreas.

Ainda, segundo a polícia, os médicos da Santa Casa contaram que proibiram a entrada dos pais no local, a pedido da própria criança, que se escondia quando eles chegavam. O pai foi encaminhado ao Presídio de Xuri, em Vila Velha, e a mãe foi levada para o Presídio Feminino de Cachoeiro de Itapemirim.

A mãe contou que mora com o pai da menina há 10 anos e ela é filha única do casal. Após receber alta no hospital, a criança será encaminhada para a Casa Lar até que a Justiça decida com quem ficará.

Mais imagems

Estupro-2


Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.