Ar está mais limpo em Anchieta, sem operações na Samarco

Samarco

Desde novembro do ano passado, a Samarco Mineração teve sua produção interrompida em Anchieta por ser apontada como autora do que é considerada a maior tragédia ambiental do Brasil. No dia 2 de novembro de 2015 rompeu a barragem de rejeitos de minério da empresa no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, em Minas Gerais, matando 19 pessoas e contaminando o Rio Doce. De lá para cá, o índice de poeira sedimentar no ar diminuiu até 69%, dependendo da região, segundo dados de pesquisas do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e da Secretaria de Estado para Assuntos do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).
O índice foi comemorado pelo engenheiro químico e presidente do Grupo SOS Espírito Santo Ambiental Eraylton Moreschi Júnior. Ele disse que já ouviu relatos de pessoas elogiando a qualidade do ar em Anchieta, município no litoral sul capixaba, onde a unidade capixaba da Samarco está sediada.
“Quando consultei as pesquisas do Iema e da Seama verifiquei que em outubro de 2015, por exemplo, o nível de poeira sedimentar no ar era de 7,1, na região de Belo Horizonte, em Anchieta, ao passo que em abril deste ano, esse índice já havia caído para 2,2 – uma redução de 69%”, completa.
Para ele, esse estudo deveria servir como base para um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). “Aproveitei a oportunidade para protocolar um pedido de abertura de inquérito, para que o órgão apure a responsabilidade da Samarco e possa punir eventuais irregularidades”, afirma. O engenheiro químico pondera que o TAC buscaria mitigara as emissões de poluentes, e que essa diminuição deveria ser condicionante para a renovação da licença de operações e alvará de funcionamento da mineradora.
Procurada, a Samarco Mineração esclarece que mesmo com a paralisação das usinas pelotizadoras, continua monitorando a qualidade do ar na região de Anchieta, por meio de seis estações automatizadas operadas pela empresa. De acordo com a mineradora, o Iema também monitora poeira sedimentar com outras seis estações.
A mineradora reconhece que algumas estações efetivamente apresentaram redução dos níveis de poeira, mas nega que exista como relacionar a redução à paralisação das atividades da empresa, já que elementos como vento e pluviosidade também influenciam nesses índices.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.