Justiça determina retirada de pesquisa do ar em Cachoeiro de Itapemirim

Pesquisa

A Justiça Eleitoral determinou a retirada do ar de uma pesquisa sobre o processo eleitoral de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado. A pesquisa, divulgada no jornal Folha do ES, teria indicado como estatístico, Pedro Pelacani Berger, que em depoimento ao Ministério Público Eleitoral afirmou que “jamais realizou qualquer trabalho profissional para a empresa jornalística, e sequer avaliou e aprovou qualquer método de pesquisa ou plano estatístico”, diz a denúncia.

O depoimento foi concedido à Ouvidoria do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). Ele afirmou que teve o nome e o registro profissional utilizados indevidamente na pesquisa encomendada pelo jornal online.

Dessa forma, o MP Eleitoral requereu que a pesquisa seja retirada do ar e que o próprio site do jornal informe, até o final das eleições, que a medição veiculada não atendeu à legislação eleitoral, não é digna de confiabilidade e será invalidada pela Justiça Eleitoral, sob pena de R$ 1 mil por dia em caso de descumprimento.

Também foi solicitado que outras duas pesquisas registradas pela editora e pelo jornal online não sejam publicadas e que, ao final do processo, essas empresas sejam condenadas ao pagamento de multa R$ 53.205,00 a 106.104,00 por pesquisa divulgada.

Fonte: Século Diário



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.