Bandidos armados atiram e fazem arrastão dentro de faculdade particular de Cachoeiro

A noite desta quarta-feira (21) foi de terror para cerca de 1.500 alunos que estudam na Faculdade Multivix, localizada no bairro Village da Luz, em Cachoeiro. Bandidos armados invadiram o local e fizeram um arrastão, levando mochilas, aparelhos celulares e pertences dos estudantes. A ação aconteceu por volta das 19h30 e durou cerca de 40 minutos.

De acordo com informações da Polícia Militar, quatro suspeitos invadiram o local e chegaram a efetuar três tiros, que atingiram a parede da sala do curso de Biomedicina. Ainda, segundo a PM, as aulas foram suspensas e os alunos foram liberados. Vários estudantes foram roubados. Os tiros foram disparados depois que uma aluna se recusou a entregar o celular.

Funcionários da faculdade, que preferiram não se identificar, contaram que dois suspeitos foram vistos pulando uma grade de proteção que dá acesso ao interior da escola. “Eu vi dois, mas os alunos falam que foram cinco. Pode ser que eles tenham entrado por outro lugar ou no carro de algum aluno”, comenta.
Um vigia da faculdade que estava na cantina foi o primeiro a ser abordado por um dos criminosos. Com uma arma, ele teria ordenado que a vítima permanecesse de costas. “Foi tudo muito rápido. Eles saíram e foram em direção a uma sala de aula”, conta outro funcionário.

A Polícia Militar foi acionada, mas os suspeitos já tinham fugido do local. Eles aproveitaram o tumulto dos alunos ao sair da faculdade para deixar o local. Várias viaturas da PM foram mobilizadas e fizeram várias buscas pela região, mas os suspeitos não foram localizados. A Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) vai investigar o caso.

Por meio de nota, a faculdade confirma que na noite desta quarta-feira (21). Alguns alunos do seu campus de Cachoeiro de Itapemirim foram vítimas de furto. A polícia foi acionada e a situação foi controlada. Ninguém se feriu ou foi feito refém. O caso segue com a polícia e a faculdade não medirá esforços para colaborar com a apuração dos fatos.

“Nos escondemos no banheiro”
O estudante de Biomedicina, de 19 anos, morador de Cachoeiro, contou que ao tomar conhecimento do assalto, os colegas de sala correram para o banheiro. “Estávamos na sala, quando uma aluna observou a movimentação na cantina e logo ela gritou que estava tendo assalto. Corremos todos para o banheiro, e nesse momento estava todo mundo correndo pelo corredor. Uma menina da nossa sala foi assaltada. Sabemos que uma aluna grávida entrou em estado de choque e precisou ser socorrida por uma ambulância”, comenta.

A estudante de engenharia de produção, Talita Silva Sobra, de 28 anos, moradora de Alfredo Chaves, disse que a faculdade é segura e é a primeira vez que acontece um assalto no local. “Começamos a ouvir os gritos e logo foi ficando alto. Ficamos em alerta e assustados, até que uma aluna gritou que estavam assaltando. As meninas foram para o fundo da sala assustadas e os meninos fizeram uma barricada para impedir que os criminosos entrassem”, conta.
Segundo Talita, os bandidos fugiram levando várias mochilas e aparelhos celulares. “Foi assustador. Muito desespero entre os alunos. Todos querendo sair ao mesmo tempo da faculdade. Nós não chegamos a ver quem eram os bandidos. Foi tudo muito rápido”, completa.

Um do 6º período do curso de engenharia de produção, de 20 anos, morador de Mimoso do Sul, chegou a ouvir os tiros. “Estava na sala da coordenação, quando uma aluna disse que estavam assaltando a faculdade. Trancamos a porta e ficamos escondidos. Ouvimos um tiro, mas permanecemos na sala. Depois de um tempo, o segurança nos avisou que já tinham ido embora”, finaliza.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.