Caxumba: período está favorável para a infecção da doença

Dv_caxumba_600x338-199730

Acabou o inverno e chegou a primavera, um período de transição e propício para a ocorrência de casos de parotidite infecciosa, mais conhecida como caxumba. A doença é viral aguda que, sem imunização, pode atingir cerca de 85% dos adultos, com 1/3 dos infectados não apresentando os sintomas, segundo dados do Ministério da Saúde. Por isso esse é o período para ficar atento e atualizar os cartões de vacina.
No Estado, há pouco mais de 10 dias um surto da doença foi registrada na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Foram identificados quatro casos da doença entre estudantes do primeiro período de Medicina. A Universidade informou que, especificamente, neste curso, uma equipe da Vigilância Epidemiológica foi ao Centro de Ciências da Saúde e vacinou toda a turma.
“Nós efetuamos a vacinação do restante dos alunos e até agora não foi mais registrados casos da doença no local”, informou Tatiane Comério, coordenadora de Vigilância Epidemológica de Vitória. Ela destacou que a doença tem um período grande de transmissão, que somente depois de alguns dias do primeiro caso, é que a outra pessoa que foi infectada vai sentir os sintomas.
Atualmente os casos estão relacionados principalmente a adultos jovens, pelo fato de a vacina para a doença ser dada nos primeiros meses de vida, segundo Tatiane Comério. “As crianças estão todas imunizadas, a dose recomendada é com 12 e 15 meses de idade. E esses adultos jovens podem ser atingidos pela doença, já que nenhuma vacina garante 100% de imunidade. Outro ponto é o fato dos jovens estarem sempre muito juntos, namorando e etc. Por ser uma doença contagiosa isso facilita a transmissão”, afirma.
Nos meses de agosto e setembro, a Secretaria de Saúde de Vila Velha também foi acionada para realizar a profilaxia em duas empresas privadas, localizadas na cidade, pois em ambas foi identificado surto de Caxumba entre os funcionários. De acordo com a Secretária, a Vigilância Epidemiológica foi até o local e realizou vacinação nas pessoas que ainda não tinham sido imunizadas contra a caxumba (vacina tríplice viral). “Esse é um protocolo do Ministério da Saúde, que sempre é seguido em casos de epidemias”.
Sintomas
Os principais sintomas da doença são febre, dor e aumento de volume de uma ou mais glândulas salivares. Ela ocorre primariamente em crianças em idade escolar e em adolescentes, e tem uma evolução benigna. Sendo mais severa em adultos.
A vacina para combater a doença é a Triplice Viral, que abrange além da caxumba, o sarampo e a rubéola. As vacinas estão disponíveis em todas as salas de vacinas gratuitamente e fazem parte do Programa Nacional de Imunização. É importante destacar que a imunidade é de caráter permanente após a pessoa ter adquirido a doença, ou seja, se você já teve a caxumba, está imune e não terá mais a doença.
Em casos de suspeitas de surtos, a Vigilância Epidemiológica de Vila Velha deve ser acionada pelo telefone: (27) 3381-4185/ 4186. Nos casos isolados, a pessoa deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima da sua residência.
A Secretaria de Saúde do município de Cariacica por meio de nota esclareceu que o município não registrou nenhuma situação de surto da doença. Já na Serra em 2016 foram notificados 53 casos de caxumba. A Secretária completou dizendo que o acompanhamento dos casos é realizado pelas unidades de saúde do município.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.