Febre amarela: vacina é para quem vai viajar para área de risco

Centroms

Apenas quem vai viajar para áreas de risco de febre amarela, como o interior do estado de Minas Gerais, deve se vacinar contra a doença. A orientação é da Secretaria de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim, diante da grande procura pelo imunizante na rede básica do município.

“Quem mora em Cachoeiro não precisa ser vacinado, a menos que vá se deslocar para regiões com recomendação da vacina. O Espírito Santo não é área endêmica para febre amarela, não registra casos confirmados da doença há pelo menos 50 anos e, por isso, essa vacina não faz parte do calendário vacinal de rotina no estado, embora seja oferecida na rede pública de saúde”, explica o secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Bindaco.

O secretário também adverte sobre os riscos da vacinação indiscriminada. Apesar de ser reconhecidamente uma das vacinas mais eficazes e seguras, eventos adversos graves têm sido notificados e estão relacionados ao imunizante.
“Por isso, até mesmo quem vai viajar para as áreas de risco deve observar as indicações, precauções e contraindicações antes de tomar a vacina. Se for a primeira dose, ela deve ser aplicada pelo menos dez dias antes da viagem, para que o organismo produza anticorpos contra a doença”, orienta Bindaco.

Em Cachoeiro, a referência para essa imunização é o Centro Municipal de Saúde Bolívar de Abreu, onde, nos últimos 15 dias, o dobro da cota mensal de doses disponibilizada para o município já foi utilizado, esgotando o estoque nesta segunda-feira (16).

Uma nova remessa, solicitada à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), chega ao local nesta quarta-feira (18). Além disso, há expectativa de que o Ministério da Saúde disponibilize cota extra para atender a demanda municipal no decorrer das próximas semanas.

Prevenção
Como forma de prevenção, a Sesa anunciou recentemente uma campanha para imunizar os moradores de cidades capixabas que fazem divisa com Minas Gerais e municípios onde foram registrados casos de morte de macacos com suspeita da doença.

Sintomas
Uma pessoa com febre amarela apresenta, nos primeiros dias, sintomas parecidos com os de uma gripe. Os mais comuns são febre alta e calafrios, mal-estar, vômito, dores no corpo, pele e olhos amarelados, sangramentos, fezes cor de “borra de café” e diminuição da urina.

Quem pode ser vacinado
- Crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos: vacina está indicada somente em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem inadiável.
- Crianças de 9 meses até 4 anos 11 meses e 29 dias de idade: uma dose aos 9 meses de idade e uma dose de reforço aos 4 anos de idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
- Maiores de 5 anos que receberam uma dose da vacina antes de completar essa idade: uma única dose de reforço, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses.
- Pessoas a partir de 5 anos de idade que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação: administrar a primeira dose da vacina e, 10 anos depois, uma dose de reforço.
- Pessoas com 60 anos ou mais, que nunca foram vacinadas ou sem comprovante de vacinação: o médico deverá avaliar o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco da doença e o risco de eventos adversos.

Contraindicações
- Crianças menores de 6 meses de idade.
- Pacientes com imunodepressão de qualquer natureza, HIV, câncer, imunodeficiência ou em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores).
- Pacientes submetidos a transplante de órgãos.
- Quem tem alergia a ovo de galinha e seus derivados, gelatina bovina ou outras.
- Pacientes com história pregressa de doenças do timo (miastenia grave, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica).
- Grávidas e mulheres que estão amamentando, até os 6 meses do bebê. Nesses casos, é analisado de acordo com os surtos.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.