Idosa e caseiro são assassinados com requintes de crueldade no interior de Mimoso do Sul

Crime-mimoso-1

O cruel assassinato de uma idosa de 77 anos e seu caseiro, de 35, chocou os moradores da localidade de Sapucaia, no distrito de Santo Antônio de Muqui, no interior de Mimoso do Sul, na noite da última quarta-feira (15). Dois homens, sendo um deles ex-funcionário de Anizia Alves Theodoro e amigo de infância de José Luiz Pereira, são suspeitos do crime.

De acordo com informações da Polícia Militar, a companheira do caseiro, que também foi amarrada pelos criminosos, conseguiu fugir e correu até a casa de vizinhos para pedir ajudar. O crime ocorreu por volta das 20h. Os dois suspeitos fugiram e ainda não foram localizados.

Aos policiais, a mulher contou que no fim da tarde da última quarta-feira (15), um dos suspeitos, amigo de infância de José Luiz e ex-funcionário de Anizia, chegou à residência do casal para uma visita. Após uma longa conversa, ele teria dito que não tinha como retornar para casa, pois não conseguiria carona devido ao horário.

José Luiz e a mulher convidaram o suspeito para passar a noite na casa deles. O suspeito aceitou e disse que iria dar uma volta na região para visitar outros conhecidos. Mais tarde, ele retornou acompanhado de outro homem, que usava um pano para cobrir a cabeça. No quintal da casa, eles chamaram José Luiz. Após conversarem, eles entraram no imóvel e a mulher foi amarrada e ameaçada de morte, caso contasse à alguém sobre o ocorrido.

Os suspeitos desferiram vários golpes de facão e faca contra José Luiz, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A companheira, que presenciou todo o crime, conseguiu fugir e foi até a casa de Anizia pedir socorro. Ao chegar no imóvel, ela encontrou a idosa amarrada, amordaçada, com um pano cobrindo a cabeça e já sem vida.

A mulher correu até a casa de um vizinho para pedir socorro. A Polícia Militar foi acionada e chegou ao local por volta das 22h, e encontrou a casa da idosa toda revirada. Testemunhas contaram que o suspeito conhecia a rotina da vítima e sabia que ela tinha o costume de guardar grande quantia de dinheiro em casa. Como ela morava sozinha, a polícia não conseguiu identificar o que foi levado. O suspeito também se queixou várias vezes com vizinhos que trabalha demais na propriedade e não recebia o valor justo pelos serviços.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio – roubo seguido de morte, no caso da idosa. Já o caseiro, a motivação para o crime não foi identificada. A mulher do caseiro não precisou de atendimentos médicos. O caso segue sendo investigado pela Delegacia de Mimoso do Sul.

O corpos da idosa e do caseiro foram encaminhados ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro.

Mais imagems

Jose-luiz


Outras Notícias


COMEÇA NESTA QUINTA-FEIRA (18) O 8º CELEBRAI FESTIVAL DE MARATAÍZES

MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23

Em 10 anos, população carcerária cresceu 274% no Espírito Santo

Em saudação final ao Chile, Papa faz votos de paz para o país

Santa Margarida da Hungria, exemplo de vida comunitária

Bartucada é uma das atrações do carnaval de Cachoeiro

Santo Antão, exemplo de castidade, de obediência e pobreza

AULAS DE CAPOEIRA DE GRAÇA EM CACHOEIRO-ES

Pai é linchado e preso após estuprar a filha de apenas 1 ano em Cachoeiro

Espírito Santo será sede de feira internacional de inovação agrícola e pecuária

Mais de 14% da população capixaba ainda não foi imunizada contra febre amarela

Começam atendimentos às comunidades do Espírito Santo que impactadas com a lama da Samarco

Alterações hormonais da gravidez afetam a pele e os cabelos

Sedu abre seleção para professores atuarem em cursos técnicos

São Berardo e companheiros mártires

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.