Santa Ema, sinal de que a santidade passa pela caridade

Santa-ema

Santa Ema, administrava seus bens para o beneficio do próximo

Por parte de mãe, não existia testemunho nem incentivo à santidade. O chamado que ela tinha no coração era ao matrimônio. Casou-se com o conde Ludgero e teve um filho, cujo chamado era para a vocação sacerdotal. Iluminado pelo testemunho da mãe, tornou-se sacerdote e depois bispo. Ao ficar viúva, essa santa discerniu e decidiu consagrar sua viuvez ao Senhor, numa vida de oração expressa na caridade. Muitos conventos e abadias foram construídos graças à sua generosidade. Ela vivia no meio da sociedade, administrando seus bens para o beneficio do próximo.

Santa Ema passou os últimos momentos de sua vida numa abadia, após 40 anos de dedicação a Deus, faleceu em 1045. Depois de muito tempo abriram seu túmulo, e encontraram o seu corpo todo em pó, exceto a sua mão direita estava intacta, pois era com essa mão que ela praticava a caridade ao próximo. Um sinal de que a santidade passa pela caridade.

Santa Ema, rogai por nós!



Outras Notícias


Serviços essenciais não param nos feriados

Agente penitenciário é baleado durante tentativa assalto em Cachoeiro

Obesidade cresce 60% no Brasil aumentando problemas de hipertensão e diabetes

Ex-aluno da Escola Estadual João Bley de Castelo é convocado para Seleção Brasileira de Handebol

Justiça determina que Estado faça exames psiquiátricos de pacientes

Santa Ema, sinal de que a santidade passa pela caridade

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Lista de capixabas beneficiários de caixa 2 da Odebrecht aumenta

Ministério da Fazenda autoriza reajuste de 7,48% em tarifas dos Correios

FUZILEIROS NAVAIS CHEGAm EM MARATAÍZES NA QUARTA-FEIRA (19)

MARATAÍZES COMEMORA 89º FESTA DA PENHA COM SHOWS NACIONAIS

Semana do Rei começou domingo (16) em Cachoeiro: confira a programação

Em mensagem de Páscoa, Papa cita drama das guerras e ataque a Aleppo

Cachoeiro iniciou a vacinação contra gripe

Santo Aniceto, combateu o racionalismo

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.