Julho Verde alerta para sinais e diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço

Julio

Para conscientizar as pessoas sobre o câncer de cabeça e pescoço e a importância de se fazer a prevenção e ficar atento aos sinais de alerta da doença, o mês de julho é conhecido como “Julho Verde”. Segundo o oncologista do Centro Capixaba de Oncologia (Cecon) Gláucio Bertollo, as áreas mais frequentemente afetadas pelo câncer de cabeça e pescoço são tireoide, laringe, orofaringe e língua, mas todos os tecidos da região podem ser acometidos, como nasofaringe, hipofaringe, lábios, glândulas salivares, seios nasais e palato.

Os sintomas podem variar de acordo com o órgão afetado. Na laringe, por exemplo, a pessoa pode apresentar rouquidão persistente, dor ao engolir, dificuldade para respirar e caroço no pescoço. Na língua podem surgir manchas ou feridas, dor e dificuldade de mobilizar a língua. Já o câncer de tireoide pode apresentar sintomas como nódulo no pescoço, rouquidão, inchaço da parte anterior do pescoço, tosse, dificuldade de engolir ou respirar.

O cirurgião de cabeça e pescoço do Cecon José Roberto Vasconcelos de Podestá destacou que é fundamental ficar atento aos sinais. “Ao perceber feridas na língua, na boca ou na garganta, caroço no pescoço e rouquidão que persistem por mais de três semanas, é preciso procurar um especialista em Cabeça e Pescoço. Não se deve ter medo da lesão porque, se descoberto no início, o tumor de cabeça pescoço tem cura”, afirmou.

Os fatores que mais favorecem o surgimento de câncer de cabeça e pescoço são tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e a infecção por alguns vírus, como HPV e EBV. “Além de evitar tabagismo e etilismo, praticar atividade física e alimentação saudável, é importante a vacinação para HPV nos adolescentes. Evitar a infecção pelo HPV resultará em redução do risco. A maioria dos adultos já entrou em contato com o vírus, portanto, nessa população a vacina provavelmente não oferecerá proteção”, explicou o oncologista Gláucio Bertollo.

O consumo de alguns alimentos ajudam na prevenção. Os que são ricos em iodo, por exemplo, são benéficos para o funcionamento da tireoide. Dentre eles, peixes, iogurte, banana, morango, vagem, camarão, ovo cozido e outros. “Uma alimentação saudável, rica em legumes, verduras, frutas e pobre em frituras e alimentos processados oferece proteção. Também devemos evitar consumo exagerado de bebidas e alimentos muito quentes”, recomendou Bertollo.



Outras Notícias


Inspetor penitenciário é preso em Atílio Vivacqua

Rapaz será indenizado após ficar desacordado em golpe de Jiu-Jitsu

TRANSPORTE COLETIVO VOLTA AO HORÁRIO NORMAL NA SEGUNDA, 28

Greve dos caminhoneiros afeta operações dos Correios

Alunos se preparam para prova do Ifes em curso da prefeitura

Senai Cachoeiro abre 60 vagas de cursos técnicos

Atividade e emprego continuam em queda na indústria da construção

Conta de luz terá bandeira tarifária mais cara em junho

São Filipe Néri, homem de oração, penitente e adorador

São Filipe Néri, homem de oração, penitente e adorador

São Juliano esposo fiel, amou a família e os necessitados

JOVEM MORRE APÓS ATROPELAR CAVALO COM SUA MOTO

CORREIOS ABREM 88 VAGAS PARA O PROGRAMA JOVEM APRENDIZ NO ES

Perda de massa muscular pode significar incapacidade para idosos

Santa Rita de Cássia, conhecida como Santa dos Impossíveis

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.