Cidadania: Cachoeiro cadastra pessoas trans para troca de nome

Rgs

Transexuais e travestis de Cachoeiro de Itapemirim que desejam mudar nome e gênero no registro civil podem se cadastrar, a partir da próxima semana, para encaminhar o pedido de alteração à Justiça. O cadastro será feito pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), de 1º a 15 de agosto.

O trabalho é conduzido em parceria entre o setor de Políticas de Gênero da prefeitura de Cachoeiro e a Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo, com o objetivo de garantir mais cidadania ao público transgênero.

O direito a mudar gênero e nome é uma das demandas do movimento LGBT, de modo a evitar constrangimentos desnecessários para as pessoas que foram registradas com determinado sexo, mas, na verdade, sentem-se como se pertencessem ao sexo oposto.

De acordo com a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra, a avaliação de demandas do movimento é discutida por equipe multidisciplinar desde janeiro deste ano e é uma das propostas do Comitê Provisório de Proteção à Diversidade e Cidadania, instituído também neste ano.

Inscrição

Para fazer a inscrição, é preciso morar em Cachoeiro e procurar o setor de Políticas de Gênero, na sede da Semdes, que fica à rua Joubert Alves Ayub, 48/50, Ilha da Luz. O atendimento é de segunda a sexta, das 12h às 16h.

É necessário apresentar os seguintes documentos: Carteira de Identidade; Comprovante de Residência; Comprovante de Renda; relatório psicológico e social, se o interessado tiver, provas que possam ser agregadas ao processo e que mostrem que a pessoa é conhecida pelo nome social, tais como carteirinha do SUS, da faculdade, laudo ou receitas médicos, página do facebook, fotos arquivos ou recibos; certidão negativa no SPC/Serasa; além de nome e endereço completo de três testemunhas.

Os nomes inscritos serão encaminhados para atendimento técnico e elaboração de relatórios multidisciplinares, a fim de respaldar o processo jurídico. Depois, todos serão encaminhados ao Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado do Espírito Santo, que tomará as medidas necessárias para o encaminhamento do pedido à Justiça.



Outras Notícias


Papa anuncia fim da possibilidade de recurso para padres que cometem abusos

Ex-vereador de Cachoeiro é absolvido em ação penal por 'rachid'

São Mateus, apóstolo e evangelista

PM apreende grande quantidade de drogas em casa de adolescente em Cachoeiro

Idosa de 70 anos é assassinada pelo próprio filho com golpes de cavadeira em Vargem Alta

150 vagas de emprego abertas para obras de Terminal Pesqueiro em Itapemirim

Dois assassinatos durante noite violenta em Itapemirim

Horário de verão começa dia 15 de outubro

CPF em certidões de nascimento e casamento virou regra no Espírito Santo

Palestras e consultorias gratuitas para micro e pequenas empresas

Lei Rubem Braga: mais tempo para inscrição de avaliadores

Justiça isenta advogado de pagar pedágio na BR 101

Santo André Kim e companheiros mártires

Estudantes já podem se inscrever para concorrer a vagas remanescentes do Fies

São Januário foi zeloso, bondoso e sábio

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.