Prefeito de Castelo tem o diploma cassado

Passi

O juiz da Terceira Zona Eleitoral, Joaquim Ricardo Camatta Moreira, decidiu pela cassação do diploma do prefeito de Castelo, Luiz Carlos Piassi (PMDB), e de seu vice Pedro Nunes de Almeida (PSDB).

A sentença julgou procedente a ação movida pelo Ministério Público Eleitoral, que acusou a então chapa majoritária nas eleições de 2016 de prática de captação ilícita de recursos em campanha.

Apesar da decisão, o prefeito Piassi tem prazo de três dias para recorrer. Este é o segundo processo em desfavor do atual gestor; o outro, por conta de condenação por improbidade administrativa, já transitado em julgado, antes das eleições. Neste caso, ele conseguiu concorrer ao pleito ‘à sombra’ de uma liminar, que é contestada na justiça.

A Câmara Municipal recebeu em maio a notificação da Promotoria Eleitoral dando ciência do trânsito em julgado de ação de improbidade administrativa, que culminou na perda dos direitos políticos do prefeito. A reportagem não conseguiu contato com o prefeito.

O prefeito Piassi informou que já prepara recurso, que será apresentado dentro do prazo estabelecido pela justiça eleitoral.

“Contratamos um escritório de contabilidade para atuar para toda a coligação. Tivemos amigos e familiares que colaboraram em doações para a campanha. Porém, ao invés do contador fazer a transferência dos valores para a conta da campanha, fez depósito direto. Ou sea, houve um erro de forma; não há desvio, nem nada nada escuso”, explicou.

Fonte: O Fato



Outras Notícias


Papa anuncia fim da possibilidade de recurso para padres que cometem abusos

Ex-vereador de Cachoeiro é absolvido em ação penal por 'rachid'

São Mateus, apóstolo e evangelista

PM apreende grande quantidade de drogas em casa de adolescente em Cachoeiro

Idosa de 70 anos é assassinada pelo próprio filho com golpes de cavadeira em Vargem Alta

150 vagas de emprego abertas para obras de Terminal Pesqueiro em Itapemirim

Dois assassinatos durante noite violenta em Itapemirim

Horário de verão começa dia 15 de outubro

CPF em certidões de nascimento e casamento virou regra no Espírito Santo

Palestras e consultorias gratuitas para micro e pequenas empresas

Lei Rubem Braga: mais tempo para inscrição de avaliadores

Justiça isenta advogado de pagar pedágio na BR 101

Santo André Kim e companheiros mártires

Estudantes já podem se inscrever para concorrer a vagas remanescentes do Fies

São Januário foi zeloso, bondoso e sábio

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.