Secretário de Itapemirim foi morto por vingança, revela investigação

Mor

O secretário de Gerência Geral de Itapemirim (região litoral sul), José Mauro Sales da Penha, 58, foi morto por vingança. O crime teria sido cometido pela servidora pública Carla Rogéria Ribeiro Lima, 46, exonerada do cargo de diretora da Defesa Civil municipal poucos dias antes do crime. Essa foi a conclusão do inquérito do homicídio pela Policia Civil, divulgada nesta quarta-feira (13). A Justiça já decretou a prisão preventiva de Carla, que se encontra foragida.

Em coletiva na sede da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), o delegado Djalma Pereira Lemos, responsável pela investigação, revelou que os depoimentos de testemunhas indicam que Carla foi a autora dos seis disparos de arma de fogo que mataram o secretário. Ela teria ido à residência de José Mauro usando um taxi, cometido o crime e deixando o local no mesmo veículo.

O taxista foi identificado por imagens de câmeras de videmonitoramento e ouvido pela Polícia Civil, confessando que a suspeita teria admitido o crime. No entanto, ele disse não ter procurado as autoridades policiais antes por medo de morrer. A suspeita do crime teria inclusive falado para familiares da intenção de matar o secretário. O marido e o enteado de Carla também foram ouvidos pela Polícia.

A motivação do crime seria a vingança pela sua exoneração do cargo. Além disso, Carla também estaria insatisfeita com o secretário pela suposta perda de contratos da empresa do seu marido, que atua no ramo de fogos de artifício. Logo após o crime, a servidora pública – que tem o cargo efetivo de telefonista na Prefeitura – teria arrumado suas coisas em uma mala e viajado para destino ignorado. Hoje, a Polícia está à caça da assassina do secretário.

José Mauro Sales foi morto dentro de sua residência no balneário de Itaoca na noite do último dia 3. O caso teve grande repercussão em Itapemirim, tanto que a cúpula da Segurança Pública foi ao município no dia seguinte ao crime e garantiu o emprego de todos os esforços nos trabalhos de investigação. O secretário morto era apontado como o braço direito do prefeito interino Thiago Peçanha (PSDB).



Outras Notícias


Acidente entre dois caminhões deixa trânsito lento na Rodovia ES 482 em Cachoeiro

COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (17) O MUTIRÃO DO REFIS 2017 EM MARATAÍZES

No Espírito Santo, sete em cada mil adolescentes serão mortos antes de completar 19 anos

Obras de Terminal Pesqueiro viram alvo de polêmica em Itapemirim

Santa Margarida Maria Alacoque, devota do Sagrado Coração de Jesus

Ifes abre inscrições para 3.726 vagas em cursos técnicos e de especialização técnica

Definido: motos vão passar a pagar rotativo

Homem leva tiro de raspão no rosto em Cachoeiro

Seca transforma paisagem no Porto do Pontal, em Marataízes

Adolescente morre após acidente envolvendo duas motos no interior de Itapemirim

Aedes Aegypti fez mais de 12 mil vítimas no Espírito Santo até outubro

Novo modelo do rotativo de Cachoeiro é apresentado em audiência

Prefeitura de Cachoeiro lança novo edital da Lei Rubem Braga

Beata Alexandrina Maria da Costa

Santo Alexandre Sauli - Bispo da Igreja de Aléria

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.