Reconstrução mamária é alento para mulheres que passaram pelo câncer de mama

Cancer_de_mama_191011-40168

A reconstrução da mama é um procedimento física e emocionalmente gratificante para uma mulher que perdeu a mama devido ao câncer ou a outra situação. De acordo com o cirurgião plástico Humberto Pinto, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 90% dos casos é possível que a reconstrução seja feita na mesma cirurgia que a retirada das mamas, mas muitas vezes, é preciso mais de uma cirurgia para a completa reconstrução dos seios.

“Geralmente é necessário mais de um tempo cirúrgico para a realização da reconstrução mamária. A primeira etapa cirúrgica é de proporções maiores, sendo feitas depois uma ou duas etapas menores. Tudo vai depender da quantidade de mama que foi retirada”, explica o médico.

O cirurgião plástico destaca também que a primeira coisa que a mulher precisa ter em mente é que a mama reconstruída nunca será igual a mama que foi removida. “A cirurgia oferece uma mama relativamente natural, mas as cicatrizes estarão presentes na mama e no local doador de tecido, caso isso seja necessário”, diz Humberto Pinto.

A reconstrução
As principais técnicas para a reconstrução mamária utilizam implantes ou os tecidos retirados. A reconstrução com implante é indicada em casos em que não foi necessária a retirada de muita pele para remover o tumor. Caso a mama não tenha tecido suficiente para receber o implante é utilizado um expansor que mais tarde será substituído pela prótese.

“Já a reconstrução mamária com tecidos do próprio corpo retira músculos e gordura de locais como abdômen, costas e nádegas e é indicada para mulheres que não podem fazer a expansão das mamas. A reconstrução é finalizada através de uma variedade de técnicas para reconstruir o mamilo e a auréola”, explica o cirurgião plástico.

Segundo Humberto Pinto, a recuperação da cirurgia é parecida com a de uma mastoplastia redutora. Em alguns casos é necessário o uso de drenos por um período de três a cinco dias. Normalmente após um período de três a seis meses são realizados os tempos subsequentes. Pacientes com condições clínicas e nutricionais debilitadas e tumores em estágios mais avançados só devem realizar a reconstrução mamária após a melhora desses aspectos.



Outras Notícias


Homem é baleado após confusão por suposto assédio em Cachoeiro

Mutirão para negociar dívidas segue até sexta (24) em Cachoeiro

Prefeitura prepara decoração natalina especial na Praça Jerônimo Monteiro

Tratamento para câncer de próstata ganha genérico inédito

Prazo para renovação de contratos do Fies é prorrogado para 30 de novembro

Defeso do camarão proíbe pesca, transporte e comercialização até o próximo dia 15 de janeiro

Justiça determina que Estado e Cachoeiro de Itapemirim forneçam fraldas geriátricas a deficientes e doentes

'Orgânico não tem que ser caro'

Existe um mal difuso em ver o policial como um inimigo

Existe um mal difuso em ver o policial como um inimigo

Apresentação de Nossa Senhora no Templo

Cerca de 5 milhões de candidatos ao Enem já consultaram seus locais de prova

São Martinho de Lima, cheio do Espírito Santo

Festival de Food Truck agita feriado prolongado em Marataízes

MORRE TEREZA BRAGA PINTO ESPOSA DO JORNALISTA JOACYR PINTO, DA REVISTA SETE DIAS

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.