Reconstrução mamária é alento para mulheres que passaram pelo câncer de mama

Cancer_de_mama_191011-40168

A reconstrução da mama é um procedimento física e emocionalmente gratificante para uma mulher que perdeu a mama devido ao câncer ou a outra situação. De acordo com o cirurgião plástico Humberto Pinto, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 90% dos casos é possível que a reconstrução seja feita na mesma cirurgia que a retirada das mamas, mas muitas vezes, é preciso mais de uma cirurgia para a completa reconstrução dos seios.

“Geralmente é necessário mais de um tempo cirúrgico para a realização da reconstrução mamária. A primeira etapa cirúrgica é de proporções maiores, sendo feitas depois uma ou duas etapas menores. Tudo vai depender da quantidade de mama que foi retirada”, explica o médico.

O cirurgião plástico destaca também que a primeira coisa que a mulher precisa ter em mente é que a mama reconstruída nunca será igual a mama que foi removida. “A cirurgia oferece uma mama relativamente natural, mas as cicatrizes estarão presentes na mama e no local doador de tecido, caso isso seja necessário”, diz Humberto Pinto.

A reconstrução
As principais técnicas para a reconstrução mamária utilizam implantes ou os tecidos retirados. A reconstrução com implante é indicada em casos em que não foi necessária a retirada de muita pele para remover o tumor. Caso a mama não tenha tecido suficiente para receber o implante é utilizado um expansor que mais tarde será substituído pela prótese.

“Já a reconstrução mamária com tecidos do próprio corpo retira músculos e gordura de locais como abdômen, costas e nádegas e é indicada para mulheres que não podem fazer a expansão das mamas. A reconstrução é finalizada através de uma variedade de técnicas para reconstruir o mamilo e a auréola”, explica o cirurgião plástico.

Segundo Humberto Pinto, a recuperação da cirurgia é parecida com a de uma mastoplastia redutora. Em alguns casos é necessário o uso de drenos por um período de três a cinco dias. Normalmente após um período de três a seis meses são realizados os tempos subsequentes. Pacientes com condições clínicas e nutricionais debilitadas e tumores em estágios mais avançados só devem realizar a reconstrução mamária após a melhora desses aspectos.



Outras Notícias


Caminhoneiro tenta atropelar policiais após fugir de abordagem em Cachoeiro-ES

Homem é morto com tiro na cabeça, em Cachoeiro-ES

Professora de Cachoeiro é destaque em prêmio

SUS não possui mais obrigação de oferecer gratuitamente medicamentos regulados pela Anvisa

Prevenir suicídio passa por restrição da venda de agrotóxico, diz diretora

Melhoria: mais equipes e consultas nas unidades básicas de saúde no sul do Estado

Mais de 6 mil policiais farão segurança no 1º turno das eleições no Espírito Santo

Caixa começa a cobrar juros menores para financiamento imobiliário

Circo da Cultura será palco para festival de música na próxima semana

São Geraldo, primeiro mártir da Hungria

Mulher é atropelada por ônibus em Cachoeiro e morre

Envolvidos no assassinato de policial civil em Cachoeiro permanecerão presos

Papa Francisco pede diálogo 'em respeito a leis humanitárias' na Síria

Longevidade: Alimentação balanceada é garantia de benefícios para a saúde

Entidades de caminhoneiros negam boatos sobre nova paralisação

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.