Instituto italiano diz que profecia sobre terremoto em Roma nunca existiu

Roma_terremoto_profecia1

maioria dos romanos se demonstrou descrente a profecia que previa para esta quarta-feira um catastrófico terremoto na cidade histórica de Roma. A suposta previsão feita pelo astrônomo e sismólogo autodidata italiano Raffaele Bendadi (1893-1979), falava na destruição total do Coliseu e da Cidade do Vaticano. Assustados de fato ficaram os chineses que vivem na cidade. Na zona conhecida como Chinatown, onde a predominância do comércio é de propriedade de chineses, 9 de cada 10 lojas ficaram fechadas. Na última terça-feira, diante do alarme de um terremoto devastante, que se espalhava via web, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno interviu com um comunicado à população.

“Me surpreendo de como se possa dar atenção a uma mentira priva de fundamento, na verdade uma lenda, de um possível terremoto devastante para a capital. Obviamente vou trabalhar, não vou pedir um dia de folga. Peço aos romanos que façam o mesmo.”

Na manhã desta quarta-feira, segundo a imprensa de Roma, foi observada uma redução no trânsito de pessoas no metrô e pelo menos 18% dos italianos empregados teriam pedido um dia de folga no trabalho. Dados que não foram confirmados e nem desmentidos pelas fontes procuradas



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.