Papa Francisco chorou ao ouvir refugiados rohingyas em Bangladesh

Pope

papa Francisco disse neste sábado (2) que chorou ao ouvir 16 refugiados rohingyas na véspera em Daca, e explicou que o fato de poder conhecer gente dessa minoria muçulmana tinha sido “uma condição” para ele viajar a Mianmar e Bangladesh.
“Sabia que conheceria os rohingyas, mas não sabia onde nem quando. Era a condição da viagem para mim”, disse no avião que o levava de volta a Roma após seis dias na Ásia.
O pontífice elogiou o governo de Bangladesh por ter tornado possível que os refugiados viajassem do seu campo, no sul do país, até Daca para falar com ele. “O que fez Bangladesh por eles é enorme, um exemplo de acolhida”, disse.
Os refugiados, assustados, formaram uma fila indiana para vê-lo na sexta-feira (1º), após um encontro inter-religioso.
“Chorava, tentei fazer com que não se notasse”, disse o papa. “Eles também choravam”, contou. “Pensei: ‘não posso deixar eles irem embora sem lhes dizer uma palavra’”, afirmou Francisco, que usou um microfone para lhes pedir “perdão” em nome dos que os perseguem.
Francisco também respondeu os que se surpreenderam com sua grande prudência em Mianmar, onde em nenhum momento mencionou diretamente a minoria muçulmana apátrida e evitou chamá-la pelo seu nome, uma palavra tabu nesse país de maioria budista.
“Se tivesse pronunciado essa palavra em um discurso oficial, teria fechado a porta para o diálogo com os birmaneses”, afirmou.
“Tive a satisfação de dialogar, de fazer o outro falar”, explicou o pontífice, que disse estar “muito satisfeito” com suas conversas em Mianmar, dando a entender que tinha expressado sua opinião de forma muito mais clara em privado.
Desde o final de agosto, mais de 620.000 rohingyas fugiram a Bangladesh para escapar da repressão do exército no oeste de Mianmar, que a ONU qualificou de “limpeza étnica”.
PAPA FRANCISCO



Outras Notícias


Pai envenenou filho com Soda Cáustica

12% das mortes por câncer de mama no Brasil são atribuíveis ao sedentarismo

Polícia identifica corpo de jovem morta a golpes de facão, em Cachoeiro de Itapemirim

Festival de Cinema de Muqui chega à 7º edição com mostras e cursos

Assinado o convênio que garante a segunda etapa da obra de reurbanização da Praia Central de Marataízes

Estado libera licença prévia e de instalação para início das obras da nova fábrica da Selita

Emprego: agências do Sine intermediam mais de 290 vagas nesta semana

Inscritos no Enem já podem checar local de provas

Luciano Paiva e outros nove condenados terão de devolver R$ 21 milhões

São João Paulo II

Casa & Vídeo volta ao Espírito Santo e planeja inaugurar mais quatro lojas até 2019

Seis coisas que todos precisam saber sobre câncer de mama

Mais de 50% dos adolescentes capixabas consomem produtos industriais

Unidades de saúde intensificam ações contra câncer de mama e colo do útero

Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar o PIS

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.