EUA atacam militantes no Paquistão, acirrando a atual crise

Protesto-morte-osama-paquistao-20110504-size-598 (1)

Desde a morte de Osama bin Laden, a tensão entre Washington e Islamabad tem aumentado a cada dia. Nesta quinta-feira, a crise ganhou mais um impulso: uma aeronave não tripulada dos EUA disparou mísseis contra militantes no Paquistão, matando oito deles, segundo autoridades paquistanesas. Foi o terceiro ataque desse tipo desde que forças americanas localizaram o terrorista em seu esconderijo em Abbottabad. Os EUA suspeitam que o Paquistão sabia onde bin Laden estava escondido. Já o governo deste país se diz indignado com a operação militar americana, que vê como violação de sua soberania.

A CIA regularmente lança ataques com seus aviões sem pilotos nas terras tribais contra militantes que atravessam a fronteira do Afeganistão para combater forças ocidentais na região. E, apesar do Paquistão ter feito uma objeção oficial às ofensivas, autoridades americanas dizem que elas são realizadas graças a um entendimento com o governo do país.

Há um componente financeiro que ainda pode aumentar a tensão. Desde 2001, quando os paquistaneses se juntaram à campanha americana antiterrorismo, os EUA enviaram ao Paquistão 7,4 bilhões de dólares. Islamabad afirmou que provavelmente receberá mais 300 milhões. Mas parlamentares americanos questionam a ajuda desde que bin Laden foi encontrado em território paquistanês. Alguns deles pediram que a assistência seja suspensa.

Sarah Hussein Obama, 88, avó de Barack Obama
Segurança – O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, manifestou preocupação pela segurança dos membros do comando SEAL da Marinha americana que liquidaram bin Laden, e disse que as medidas de proteção para os integrantes do grupo devem ser reforçadas.

A preocupação parece não ser infundada uma vez que até a avó de Obama foi ameaçada de morte, no Quênia, pelo grupo africano Al-Shabbab, ligado à organização terrorista Al Qaeda. Sarah Obama, de 88 anos, receberá proteção especial da polícia queniana. Apesar disso, ela se mostrou despreocupada: “Minha vida não mudou em nenhum sentido. Mas, se o governo trouxer mais segurança, tudo bem”



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.