Café com garçonetes de topless é fechado nos EUA

Cafe

Em 2009, ano de sua inauguração, o “Café Topless” era só alegria. Dois anos depois, o sorriso se transformou em lágrimas no rosto de Donald Crabtree, dono do estabelecimento em Vassalboro, nos Estados Unidos.

Tudo isso porque agora ele e o pessoal de sua cidade não podem mais ter o que gostavam na lanchonete: peitões de fora.

O local, como o nome indica, só tinha garçonetes sem nada na parte de cima. Só que Donald resolveu colocar um anúncio na porta, dizendo “procura-se peitos”. Foi o suficiente para estragar seu negócio.

Muitas pessoas da cidade já não gostavam do local. Após o anúncio, autoridades intervieram e fecharam as portas. O próprio Donald contou a história ao tabloide Metro.

- Eu lutei essa luta por mais de dois anos, e não importa quanto eu tente fazer isso funcionar. Alguém sempre me sabota. Essas pessoas estão determinadas a me fazer fechar. Eu só estou tentando ganhar a vida, assim como todo mundo.

Rolava também, na porta do Café Topless, um serviço de lavar carros também com peladonas. Era mulher sem sutiã para todo lado. Aí não teve jeito.

- Eu queria me divertir. Eu queria ver as pessoas sorrirem. Eu comecei o café topless pra isso, e consegui. Mas agora meu sorriso se foi.



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.