Governo do Estado monitora de perto cidades afetadas por chuvas

Chuvas 17032018 - 9625cd5c-69b3-4ce3-a9bf-9e0bbcff67ce

O Governo do Estado está monitorando de perto as cidades que foram mais afetadas pelas fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo na manhã e na tarde deste sábado (17). Foram empregados maquinários para desobstruir ruas e importantes vias para escoamento de água e retirada de entulhos, caminhão-pipa para limpar ruas e avenidas, assim como forças-tarefas regionais, sob coordenação do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, para retirada de famílias de áreas de risco.

O secretário da Agricultura, Octaciano Neto, acompanhado do gerente de Agroecologia e Produção Vegetal da Seag, Marcus Magalhães, e o chefe de gabinete do governador, Paulo Roberto, estiveram na estrada do Caminhos do Campo na comunidade de Olivânia, em Anchieta, onde uma ponte caiu por conta das chuvas. A queda da ponte fez com que a comunidade ficasse isolada. O secretário Octaciano informou que a reconstrução da ponte será iniciada nesta semana. Enquanto isso, a Prefeitura está viabilizando um caminho provisório para que a população possa se deslocar.

O maior volume de água registrado em 12 horas foi em Guarapari. Foram 114mm no município. Na sequência os maiores volumes foram registrados em Cachoeiro de Itapemirim (55.2), Cariacica (49.96), Vitória (44), Serra (43), Marechal Floriano (43), Santa Leopoldina (39), Anchieta (32), Vila Velha (30), Castelo (27).

A Defesa Civil está trabalhando em estado de observação, pois há alertas de rolamentos de rochas e de inundação. Ainda há possibilidade de chuva forte em alguns pontos do Estado.

Auxílios

Já para Rio Novo do Sul, o Governo está enviando um caminhão-pipa para auxiliar na limpeza da cidade, também fortemente atingida pelas chuvas.

Em Iconha, a ponte de 10 metros em Duas Barras na comunidade de São José também caiu, deixando a localidade sem acesso.

Fornecimento de água

A Cesan informa que foi necessário paralisar a estação de tratamento de água de Rio Novo do Sul, na manhã deste sábado (17). A força da água fez romper parte de uma adutora. Devido ao risco, pelo fato de o local ser de difícil acesso, não foi possível fazer o reparo. Nova tentativa será feita a partir deste domingo (18).

As fortes chuvas que atingiram a região aumentaram muito a turbidez (lama) da água, prejudicando o tratamento. A população deve economizar água. Ainda não há previsão de retorno.

A Companhia solicita também aos moradores de Guarapari, Piúma e Anchieta que economizem água e evitem o desperdício. Devido às fortes chuvas, a água dos rios que abastecem estas cidades está com elevada turbidez (lama) e pode ser necessário paralisar o abastecimento. Em Guarapari, a elevação do nível do Rio Jabuti comprometeu a captação. As equipes da Companhia estão monitorando a situação.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.