Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

Estrada

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfaltamento dos últimos 23 km que restam das obras na ES-181, no município de Alegre, na região do Caparaó, no trecho que interliga as comunidades de Alto Calçado e Vila do Café e passa pelo trevo de São José do Calçado.
No documento, os moradores alegam que os recursos para a obra já foram alocados pelo Estado desde maio de 2014, no final do governo de Renato Casagrande (PSB). Segundo publicado no Diário Oficial, a então diretora-geral do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem do Espírito Santo (DER-ES), Tereza Maria Sepulcri Netto Casotti, homologou a contratação da empresa Contractor Engenharia Ltda, no valor de R$ 61,6 milhões.

Essa “postergação administrativa”, afirma o abaixo-assinado, “corrobora para prejuízos incalculáveis aos cofres públicos do Estado, haja vista a necessidade de atualizações diárias das planilhas de custos do projeto, vencimentos das licenças ambientais, sem contar os prejuízos sociais de toda ordem aos excluídos das comunidades locais”.

A promessas de asfaltamento no local já completaram 40 anos – feita primeira vez pelo ex-governador Chiquinho de Aguiar – e “não saem do papel, mesmo após passados nove anos da inauguração do primeiro trecho de 12 km de obras concluídas da Rodovia Laeth Paiva Gama”.

Um novo abaixo-assinado, objetivando mais dois mil nomes, está sendo organizado e ambos serão levados às mãos de Paulo Hartung. No último encontro com o governador, no dia 10 de março, durante uma cerimônia em Apiacá, alguns membros da comissão que reivindica o asfalto em Alegre ouviram um sonoro não do chefe do Executivo, que alegou não ter dinheiro para a obra.

“Por que não contemplar um povo excluído do mapa de desenvolvimento do Estado que aguarda essa obra de ligação da ES-181 há mais de 40 anos? Porque potencial de produção agropecuária, de agroturismo, de turismo de aventura, isso nós temos de sobra!!!”, invoca Eduardo Fernandes, uma das lideranças locais.

No próximo dia 20, as comunidades se reúnem novamente, no Ginásio Poliesportivo de Alto Calçado, para avaliar o movimento até agora e traçar os próximos passos. A intenção é sensibilizar algumas autoridades, entre prefeitos, deputados estaduais, desembargadores, vereadores e outras lideranças políticas, para buscar “uma grande reunião com o governador do Estado, todos pelo mesmo objetivo”. Nesta oportunidade, explica o líder comunitário, o abaixo-assinado será entregue a Paulo Hartung.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.