Santa Ema, sinal de que a santidade passa pela caridade

Santa-ema-150x150

Santa Ema, administrava seus bens para o benefício do próximo
Por parte de mãe, não existia testemunho nem incentivo à santidade. O chamado que ela tinha no coração era ao matrimônio. Casou-se com o conde Ludgero e teve um filho, cujo chamado era para a vocação sacerdotal. Iluminado pelo testemunho da mãe, tornou-se sacerdote e depois bispo. Ao ficar viúva, essa santa discerniu e decidiu consagrar sua viuvez ao Senhor, numa vida de oração expressa na caridade. Muitos conventos e abadias foram construídos graças à sua generosidade. Ela vivia no meio da sociedade, administrando seus bens para o benefício do próximo.

Santa Ema passou os últimos momentos de sua vida numa abadia, após 40 anos de dedicação a Deus, faleceu em 1045. Depois de muito tempo abriram seu túmulo, e encontraram o seu corpo todo em pó, exceto a sua mão direita estava intacta, pois era com essa mão que ela praticava a caridade ao próximo. Um sinal de que a santidade passa pela caridade.

Santa Ema, rogai por nós!



Outras Notícias


Nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber abono salarial

Filtro solar: saiba por que é importante retocar o produto ao longo do dia

Inep divulga notas do Enem na sexta-feira

Carteira de identidade com hora marcada e sem fila em Cachoeiro

Confira a programação de verão pelo Espírito Santo

Calendário Escolar 2019: aulas na rede estadual começam dia 05 de fevereiro

Mansão e mais 49 imóveis vão a leilão na segunda (21)

Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

São Berardo e companheiros mártires

Primeira edição do Sisu 2019 deve abrir mais de 235 mil vagas

Santa Elisabete Ana Bayley Seton, obediente ao Senhor

Seis personalidades da Cultura Capixaba receberão a Comenda Rubem Braga

São Lázaro - amigo de Cristo

Santa Cristiana, instrumento providencial

Projetos em defesa dos animais são votados

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.