Bancários aprovam proposta dos bancos e greve é descartada no ES

Ban

Reunidos em Assembleia Geral Extraordinária, os bancários capixabas aprovaram, nesta semana, as propostas apresentadas pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal (CEF), Banestes e Banco de Desenvolvimento do Estado (Bandes). Assim, está descartada qualquer paralisação ou greve, o que afetaria o atendimento das agências capixabas.

A proposta apresentada pela Fenaban é de reajuste salarial de 5% – aumento real de 1,18% sobre uma inflação do Instituto Nacional de Preços ao Consumidos (INPC) projetada em 3,78% – e garantia de manutenção de boa parte dos direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), válida para os empregados de bancos públicos e privados do Brasil. A Convenção e acordos coletivos específicos terão validade de dois anos.
O diretor do Sindicato dos Bancários do Estado (Sindibancários/ES), Carlos Pereira de Araújo (Carlão), representou os bancários capixabas e a Intersindical no Comando Nacional. Apesar de não concordar com o acordo, o dirigente sindical disse que ficar isolado num movimento grevista apenas localizado no Espírito Santo seria prejudicial para a categoria. “Diante dessa conjuntura difícil, nossa orientação na assembleia foi pela aceitação da proposta da Fenaban”, destacou Carlão.

Também foi aprovada a taxa negocial a ser cobrada dos bancários de 1,5% sobre o salário já reajustado e 1,5% sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Caixa
A votação da proposta do acordo específico da Caixa foi uma das mais acirradas. A proposta foi aprovada por 100 votos favoráveis contra 68 contrários e três abstenções.

Banco do Brasil
Os bancários e bancárias do Banco do Brasil também aprovaram a proposta do acordo específico, que mantém a maioria das cláusulas do atual acordo, mas retorna com o banco de horas, que será optativo.

Banestes
A proposta do Banestes também foi aprovada pelos empregados e empregadas do banco. Desde a primeira negociação, o banco tentou retirar direitos dos bancários. Foi a pressão nas rodadas de negociação que reverteu essa tentativa e garantiu também que permanecesse no acordo um grupo de estudo que irá discutir a forma de contribuição da Banescaixa.

Bandes
Os bancários do Bandes também aprovaram a proposta do banco. Foram três rodadas de negociação realizadas com o banco, que foi o único a assinar o pré-acordo. Além de todas as cláusulas já existentes, o banco propôs um aumento no valor auxílio funeral e das diárias para quem viaja a trabalho. Outra cláusula conquistada foi a garantia do auxílio-refeição para os bancários afastados por auxílio-doença. O banco fez a proposta de alterar a data do pagamento para o dia



Outras Notícias


Aeroporto de Vitória é vendido a empresa suíça por R$ 437 milhões

São Cirilo de Jerusalém, sacerdote e bispo

São Patrício, sacerdote missionário

Idosa é atropelada em cima da faixa de pedestre em Cachoeiro

Bolsonaro anuncia o fim de radares nas rodovias federais

Outono chegando: limpeza correta pode prevenir doenças respiratórias

Como os pais podem ajudar a desenvolver a aprendizagem bilíngue dos filhos

CPF vira documento único para acessar informações e benefícios do governo

Índice que reajusta aluguel acumula taxa de 7,68% em 12 meses

Páscoa: lojistas e fabricas de chocolate preveem 10% de aumento do faturamento no ES

Fique atento às datas: Provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

Santo Inocêncio - Promotor da Paz

Mulher é detida com drogas e produtos roubados

Adolescentes consomem bebidas alcóolicas cada vez mais cedo

Trabalhador levará 40 anos para chegar a 100% do benefício, diz ministério

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.