Batida entre carros deixa dois mortos e dois feridos em Marataízes

Ce893370-9132-0136-159f-6231c35b6685--minified

Duas pessoas morreram e duas ficaram feridas em um grave acidente, na manhã deste domingo (02), em Marataízes, litoral sul do Espírito Santo. Dois carros de passeio bateram de frente na Rodovia ES 060, próximo ao trevo com a Estrada de Jacarandá, por volta das 9h30.

O professor de Educação Física Marcelo Marvila de Oliveira, de 34 anos, e Laura Caminote, de 75, morreram no local. Cada um estava em um veículo.

Marcelo estava em um Gol branco, na companhia de Haricles Cardoso da Silva, de 22 anos, que ficou ferido. Já a idosa estava acompanhada da filha, Luci Gabriel Cruz, de 58 anos, que também precisou de atendimento médico.

De acordo com a Polícia Militar, os dois veículos seguiram em sentidos opostos, quando o motorista de um deles perdeu o controle da direção e invadiu a contramão, batendo de frente com o outro automóvel. A PM não soube especificar qual carro provocou o acidente.

Ainda segundo a PM, a perícia da Polícia Civil foi acionada e o socorro das vítimas foi realizado por ambulâncias do município de Marataízes e Itapemirim.



Outras Notícias


Aeroporto de Vitória é vendido a empresa suíça por R$ 437 milhões

São Cirilo de Jerusalém, sacerdote e bispo

São Patrício, sacerdote missionário

Idosa é atropelada em cima da faixa de pedestre em Cachoeiro

Bolsonaro anuncia o fim de radares nas rodovias federais

Outono chegando: limpeza correta pode prevenir doenças respiratórias

Como os pais podem ajudar a desenvolver a aprendizagem bilíngue dos filhos

CPF vira documento único para acessar informações e benefícios do governo

Índice que reajusta aluguel acumula taxa de 7,68% em 12 meses

Páscoa: lojistas e fabricas de chocolate preveem 10% de aumento do faturamento no ES

Fique atento às datas: Provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

Santo Inocêncio - Promotor da Paz

Mulher é detida com drogas e produtos roubados

Adolescentes consomem bebidas alcóolicas cada vez mais cedo

Trabalhador levará 40 anos para chegar a 100% do benefício, diz ministério

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.