Homem é preso em Castelo suspeito de envenenar o filho para tentar reatar casamento

B7ef6320-aef0-0136-52c5-6231c35b6685--minified

Um homem de 35 anos foi preso suspeito de envenenar o próprio filho, um menino de 7 anos, em Castelo, no sul do Estado. A prisão foi realizada por policiais da Delegacia de Polícia (DP) do município, na manhã desta quarta-feira (10), no bairro Vila Barbosa.

A criança havia passado mal após ingerir uma bebida láctea de uma cooperativa de leite da região. De acordo com o titular da DP de Castelo, delegado Marcelo Meurer Ramos, as investigações descobriram que o suspeito envenenou o filho na esperança de reatar o relacionamento amoroso com sua ex-esposa.

Contra o suspeito havia um mandado de prisão em aberto. Segundo o delegado, no momento da prisão, o suspeito tentou fugir, mas foi impedido pelos policiais.

“Inicialmente, o pai da criança negou ter qualquer participação no envenenamento, porém, na delegacia, ao ser reinquirido, ele confessou o crime”, afirmou Ramos.

O homem foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim, onde ficará à disposição da Justiça.



Outras Notícias


Aeroporto de Vitória é vendido a empresa suíça por R$ 437 milhões

São Cirilo de Jerusalém, sacerdote e bispo

São Patrício, sacerdote missionário

Idosa é atropelada em cima da faixa de pedestre em Cachoeiro

Bolsonaro anuncia o fim de radares nas rodovias federais

Outono chegando: limpeza correta pode prevenir doenças respiratórias

Como os pais podem ajudar a desenvolver a aprendizagem bilíngue dos filhos

CPF vira documento único para acessar informações e benefícios do governo

Índice que reajusta aluguel acumula taxa de 7,68% em 12 meses

Páscoa: lojistas e fabricas de chocolate preveem 10% de aumento do faturamento no ES

Fique atento às datas: Provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro

Santo Inocêncio - Promotor da Paz

Mulher é detida com drogas e produtos roubados

Adolescentes consomem bebidas alcóolicas cada vez mais cedo

Trabalhador levará 40 anos para chegar a 100% do benefício, diz ministério

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.